Curiosidades

Relatamos, a seguir, uma série de curiosidades que dizem respeito à origem de alguns jogos e brincadeiras nas diferentes regiões do país.

A influência portuguesa

Os colonizadores portugueses trouxeram seus contos, lendas, estórias, jogos, festas e valores. A PIPA foi introduzida pelos portugueses no Século XVI. Vem do Oriente, do Japão e da China. Os diversos nomes encontrados pelo Brasil: estrela, raia, arraia, papagaio, bacalhau, gaivotão, curica, pipa, cafila, pandorga, quadrado. Outras brincadeiras introduzidas pelos portugueses:
MULA SEM CABEÇA
CUCA OU PAPÃO (1950)
CANTIGAS
FIORITO (1909)
AMARELINHA
JOGO DO SAQUINHO
PIÃO
JOGO DE BOTÃO
BOLINHA DE GUDE

A influência africana

O Brasil teve grande influência dos negros africanos na vida econômica, social e cultural. Eles trabalharam na lavoura e nas minas e, no período colonial, nos engenhos e plantações. Supõe-se que os primeiros negros africanos chegaram em 1538 e durante todo os séculos XVI, XVII e XVIII, trabalhando como escravos, sobretudo nas regiões do Sudeste (Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo) e do Nordeste (Bahia, Pernambuco e Maranhão).

A mãe preta transmitia para seus filhos as estórias, lendas, contos, mitos, deuses e animais encantados vindos das suas origens.

Nas famílias da época da escravidão, eram as criadas negras que criavam e amamentavam os filhos da mãe da família: a ama negra dava de mamar ao menino branco, o embalava no berço e ensinava-lhe as primeiras palavras e as CANTIGAS DE NINAR.

Os filhos das senhoras dos engenhos relacionavam-se com os filhos das negras escravas com os quais brincavam de:
MONTAR A CAVALO EM CARNEIROS
NADAR NOS RIOS E REPRESAS
MATAR PASSARINHOS
EMPINAR PAPAGAIO
JOGAR PIÃO

Apesar de serem meio diabinhos, as crianças eram obrigadas, depois dos 7 anos, dentro de casa, a se comportarem como adultos, vestindo pesadas roupas semelhantes às dos adultos, "fornos ambulantes". Elas tinham que andar sempre deitadas ou sentadas. As crianças chamavam seus pais de Sr. Pai e Sra. Mãe.
As meninas brincavam de FAZ DE CONTA de mucama. No interior da Casa Grande elas brincavam de "a Senhora mandando nas criadas e as bonecas eram as filhas"; de alimentação, vestuário, festas, doenças, tratamentos médicos, viagens, visitas.
Os meninos de FAZ DE CONTA de meios de transporte e com os meninos negros de bois de carro, cavalos, burros e cargas; de PEIA QUEIMADA, LASCAR PIÃO, COMER O PAPAGAIO, BELISCO do pintinho que anda pela barra de 25, BANHOS em repressas, açudes e rios, BODOQUE em lagartos e aves, trepar árvores.
Outras Brincadeiras (fonte: José lins do Rego)

CANGACEIRO
"Um dos nossos brinquedos mais preferidos era até o de fingirmos de bando de cangaceiros, com espadas de pau e cacêtes no ombro e o mais forte dos nossos fazendo de Antonio Silvino."
CAPA-B0DE - brincavam os meninos brancos, filhos ou sobrinhos do Senhor do engenho, armavam o capa bode, espécie de espremedor de cana de açúcar.
GALINHA GORDA
CAPITÃO DE CAMPO AMARRA NEGRA - Vitória/ES - Início da República
BAMBÁ (50) - Rio Grande do Sul - zona rural - origem africana (Em língua Bumda Bamba, Etim Bamba significa Jogo)
CORRIDAS DE CAVALO DE PAUS
PAPAGAIO DE PAPEL
COLEÇÃO DE PEDRAS COLORIDAS, INSETOS, CAIXINHAS
PEGAR CAMALEÕES E TIJUAÇUS

A Influência indígena

Os índios tiveram grande influência na culinária brasileira, no uso de remédios caseiros e utensílios de cozinha. As índias praticavam o cultivo de mandioca, cará, milho, jerimum, amendoim e mamão. Também nas danças eles imitavam animais demoníacos que aparecem nos contos infantis.
As mães faziam brinquedos de barro cozido para seus filhos, de gente e de animais.
Em Roraima as indiazinhas chamavam as bonecas de "TUPAMA", que significa Santo. Atualmente imperam as BONECAS DE PANO. No interior FIGURAS DE BARRO DE MACACOS, BESOUROS, TARTARUGAS, LAGARTIXAS.

Outras brincadeiras:
BODOQUE e ALÇAPÃO para pegar passarinhos.
ARCOS, FLECHAS, TACAPES, PROPULSORES imitando gente grande, caçando pequenos animais, aves menores, tentando pescar.
Predominavam brincadeiras junto à natureza, nos rios, em bandos. A vida das crianças misturava-se com a dos bichos: cantavam imitando vozes de animais, dançavam imitando o movimento dos mesmos. (O JOGO DO BICHO origina-se da cultura indígena e africana).
As crianças indígenas não eram castigadas nem reprimidas.
As meninas, desde pequenas, fiavam algodão, tucum, descascavam mandioca, aipim, carás, cozinhavam, ajudavam na roça. Os meninos recebiam arcos e flechas, como seus pais, mas menores e treinavam a caça e a pesca. A criança até 2 anos ficava aos cuidados da mãe ou da avó, amarrada numa faixa de algodão às costas da mãe, sempre junto dela.
O primeiro brinquedo era o CHOCALHO DE CASCAS DE FRUTAS ou UNHAS DE VEADO. Ao engatinharem brincavam com PEDRINHAS, com um inseto amarrado por um fio, com pedaços de madeira, cavavam a areia, MONTAVAM A CAVALO em seus irmãos mais velhos; rodavam PIÃO feito de "totuma", fruto redondo e oco, atravassado em ângulo reto por um palito de madeira, duro e vermelho, fixado com um pouco de cêra negra. Brincavam de MATRACA feita com um disco de "totuma" com concavidades na borda e uma cavidade no centro por onde passa um fio unido nas extremidades.

No Amazonas - pequena mangueira
- O ENIGMA
- JOGO DO FIO

Na Tribo Tupi - Tapirapé no Brasil Central - JOGO DO FIO (inimá paravuy) com fio de algodão - Origem: povos da Nova Zelândia, esquimós do Ártico, índios da América do Norte, tribos africanas, Japão. É um jogo sazonal do outono. Formavam 20 figuras diferentes:
- tamanduá-bandeira
- urubú
- libélula
- morcêgo
- arraia
- piranha
- pacú
- tucunaré
- socó
- mandioca
- pilão
- rede de dormir
- flecha
- cabana
- vigamento de casa
- poça seca
- lua
- céu estrelado
- mulher
- coito

Os meninos faziam correr uma argola de tamankurá com auxílio de um bastão, iam de um lado ao outro, mas com pouca criatividade.

BRINCAR DE ARO, jogo antigo, era usado para corridas, como acessório de concursos de força e de habilidade.

JOGOS IMITANDO ANIMAIS
JOGO DE AVIÃO
JOGO DO JAGUAR
JOGO DO PEIXE PACÚ
JOGO DO JACAMI
JOGO DOS PATOS MARRECA WAUIN
JOGO DO CASAMENTO

As crianças das Tribos Karajá do Rio Araguaia em Goiás, brincavam de:
ARCO E FLECHA
PESCA
JOGO DO FIO
BRINQUEDOS COM FIGURAS DE ARGILA
PIÕES
CANOAS
REMOS
VASILHAME DE COZINHA
PETECA DE PALHA DE MILHO E MIOLO EM FORMA DE ARGOLA
JOGO DO JERIMUM (CHERENTES)

Atualmente as crianças brincam de:
IMITAR BICHOS - voô das borboletas, emas, pulo do sapo
CAÇA DE PASSARINHOS
FAZER BRINQUEDOS
MODELAR BICHOS DE BARRO
ESCONDE-ESCONDE
BOLA FEITA DE CÊRA
CORRIDAS COM TORAS, COM PNEUS, DE RODA
JOGOS DE PEGA - personalizados por lobos, carneirinhos, veadinhos.