O F I C I N A S

Em maio, finalmente, depois de uma trabalheira que não foi brincadeira (e nós estamos acostumadas a isso...), recebemos entusiasmadas a visita de Siegfried Zoels, Reimunde Steudel e Angelika Ebersbach da "Fördern durch Spielmittel-Spielzeug für behinderte Kinder", de Berlim, para as oficinas "Da Experiência Sensorial à Criatividade: Arte e Técnica na Construção de Brinquedos e Jogos".

Eles, patrocinados pela UNESCO e nós, pelo SESC, pela ABRINQ, pela VITAE e pela SINGER. O evento se distribuiu por três espaços maravilhosos: o SESC - Vila Mariana, o SESC - Bertioga e o SESC Pompéia. Foram mais de 15 dias de um intercâmbio rico em experiências, em trocas regionais, culturais e muita amizade. Tudo isso costurado pelas tradutoras que vieram se somar a nós e que, igualmente, participaram das oficinas.

A abertura foi uma noitada que começou com o Chico dos Bonecos, nosso desenrolador de brincadeiras, passou pelos discursos das entidades e pelas importantes opiniões de Siegfried Zoels sobre o desenvolvimento de brinquedos para crianças com necessidades especiais, sobre como estes mesmos brinquedos, de simples confecção, interessam igualmente a todas as crianças, pelas palavras brilhantes da educadora Carmem Victor da Silva sobre a realidade brasileira e terminou com a exposição dos brinquedos trazidos da Alemanha e que iriam constar das oficinas. E, ainda mais, no "foyer" e no "mezzanino" do teatro uma belíssima exposição de brinquedos populares brasileiros encantou o público presente.

As oficinas, de 5 dias cada uma, deram oportunidade aos participantes de entrar em contato com materiais diversos e equipamentos de marcenaria, de costura, para a realização dos brinquedos escolhidos. Além disso várias dinâmicas entremearam as atividades, tornando os ambientes ainda mais agradáveis e proporcionando contatos pessoais num clima de muita alegria. Deixamos o mundo lá fora e fomos brincar...